O que levar em consideração na hora de abrir uma loja virtual

O mercado digital tem crescido muito rápido, ainda mais nesse cenário de pandemia, no qual o empreendedor foi obrigado a se reinventar para conseguir vender e obter algum faturamento. Abrir uma loja virtual se tornou necessidade e milhares de empresas pelo mundo recorreram ao universo virtual.

O problema nesse processo de criação de lojas virtuais, é que muitas pessoas não tem intimidade com a tecnologia, o que pode dificultar sua criação e manutenção. Pensando nessas pessoas, aqui vai um punhado de requisitos para ajudar a tirar esse projeto do papel.

ETAPA 1 – PLANEJAMENTO

Tá, decidi então que vou ter uma loja virtual. Como começar?

Financeiro

A melhor maneira de evitar desastres lá na frente, é começar seu próprio negócio com tudo definido. Por isso, é importante que:

  • Coloque no papel quanto poderá gastar;
  • Até quando conseguirá segurar seu investimento sem retirar dinheiro de outras responsabilidades.

Tenha em mente que seus gastos iniciais serão com:

  • Estrutura básica de funcionamento da loja virtual (plataformas e ajustes de TI);
  • Divulgação (plano de marketing, mídias pagas);
  • Operação (estoque, logística, impostos).

Existem as plataformas que oferecem hospedagem gratuita para sua loja virtual, mas para oferecer melhor experiência de compra ao consumidor, é necessário investir alguma quantia. Começar do zero não quer dizer começar com 0 reais, o investimento é necessário.

PARTE 2 – BUROCRACIA 

Certifique-se de colocar em dia toda a parte burocrática que irá viabilizar o pleno funcionamento da sua loja. 

MEI (Microempreendedor Individual)

Para faturamentos até 80 mil ao ano, registre-se como MEI (Microempreendedor Individual), através do Portal do empreendedor. O MEI faz parte do regime tributário Simples Nacional, no qual paga-se uma única guia de arrecadação e é isento dos tributos federais (Imposto de Renda, PIS, Cofins, IPI e CSLL).

Para faturamentos acima de 80 mil ao ano, o processo é o mesmo da abertura de uma loja física (registro na Junta Comercial, na Receita Federal para obter o CNPJ, na prefeitura e na Secretaria Estadual da Fazenda).

Opções de empresas mais comuns dentro do Simples Nacional:

Empresário Individual (EI)

Tipo de negócio na qual somente um pessoa é responsável. 
Se sua empresa se endividar, seus bens pessoais podem ser tomados para quitar.

Eireli

Tipo de negócio na qual somente um pessoa é responsável. 
Mas nesse caso, há uma separação entre os bens pessoais e os da empresa.

Limitada (LTDA)

É um modelo comum de sociedade entre duas ou mais pessoas.
Os bens pessoais dos sócios são separados aos bens da empresa. 

Importante: para vender online não é necessário ter CNPJ, mas para obter alguns benefícios sim. Além disso, para emitir notas fiscais é necessário o cadastro como pessoa jurídica. 

Contratar um contador para esta etapa faz toda a diferença!

PARTE 3 – COMO MONTAR UMA LOJA VIRTUAL

Com todo o planejamento e parte burocrática bem definidos, é hora de executar!

Domínio

O domínio do site é o seu endereço na web. É o que diferencia sua loja das outras.

Na hora de definir o domínio da sua página, alguns requisitos fazem toda a diferença, tais como:

  • Nome da marca: Junto ao nome da marca, coloque uma palavra chave que defina seu negócio.Esse pequeno detalhe já ajuda a posicionar seu site em mecanismos de busca;
  • Definição do nome: Opte sempre por endereços fáceis de serem lembrados, sem caracteres especiais e termos em outros idiomas;
  • ‘.com.br’: Sites com terminações em ‘.com.br’ garantem melhor posicionamento regional. Os mecanismos de busca identificam sua localização e dão preferência a resultados nacionais.

Servidor

Com o domínio registrado, você tem, ainda, que hospedá-lo em um servidor. 

Milhares de empresas na internet oferecem hospedagem de sites. Veja alguns requisitos importantes:

  • Limite de tráfego;
  • Capacidade de armazenamento;
  • Disponibilidade;
  • Suporte;
  • Preço.

Plataforma

Existem 3 tipos de plataformas para sua loja online no mercado: 

Gratuitas

São muito limitadas e não permitem customização;

Código aberto

Também são gratuitas, mas precisam que você tenha conhecimento para montar sua loja ou contrate um programador;

Pagas

Além de terem todo o suporte necessário, permitem a customização.

É aqui que você monta sua loja, cadastra os produtos, coloca os preços, descrição, escolhe template e outras informações necessárias.

Também é aqui que você deve testar a navegabilidade do site, suas funcionalidades, possibilidades de integrações, segurança dos dados e certificado SSL. 

Formas de pagamento

Apesar de muitas plataformas já disponibilizarem diversas formas de pagamento, você deve averiguar se atendem às necessidades dos seus clientes. 

Quanto mais opções de e-commerce você oferecer, melhor. A diversidade de formas de pagamento dá maior garantia de venda. Mas lembre-se que tudo tem um custo, por isso a importância de conhecer seu público alvo e seu comportamento de compra.

Logística

Fornecedores

A escolha de bons fornecedores assegura qualidade do que você vende e dá credibilidade à sua loja.

Lembre-se: cliente satisfeito, é a melhor propaganda que você pode ter.  

Estoque

O controle do estoque é um dos pontos mais relevantes para uma gestão eficaz. O estoque organizado, facilita encontrar os produtos que foram vendidos e despachá-los para entrega, sem perder tempo.

Divulgação

Com tudo nos eixos, é hora de divulgar sua loja para atrair novos clientes e torná-la conhecida. Pois, não adianta nada ter uma loja linda, super funcional e ninguém saber de sua existência, não é mesmo?

O marketing digital é um universo cheio de opções para divulgar sua loja, veja as principais:

Suporte

Lojas virtuais devem oferecer suporte ao consumidor. É uma forma de demonstrar interesse e preocupação com a experiência de compra dentro do site.

Pode ser via chat, e-mail ou telefone. 

Desejável

Uma ferramenta de ERP se conecta à plataforma da sua loja virtual e automatiza o controle e processos necessários, como recebimento de pedidos de venda, verificação de pagamentos, emissão de notas fiscais, acompanhamento da entrega de pedidos, entre outras funções.

O TagPlus é o sistema de gestão online que sua empresa precisa!

O TagPlus é um sistema de gestão on-line que já ajudou mais de 60 mil empresas, de diferentes tipos de negócio, a serem mais eficientes e organizadas.

Testar Grátis
Sistema Online de Gestão Comercial, com NF-e, NFS-e, Controle Financeiro, Acompanhamento de NF-e, Sistema emissão Nota Fiscal Eletrônica.
Foto do perfil do autor ou atora

Escrito por

Publicitária e Ecóloga. Amante da escrita e da leitura em todas as suas formas. Na TagPlus é Analista de Marketing Junior.

Nenhum comentário

Deixe o seu Comentário

Categorias