Balanço Patrimonial: O que é e como calcular

O Balanço Patrimonial de uma empresa é uma parte muito importante do planejamento financeiro. Hoje iremos explicar o que é e como funciona o Balanço Patrimonial.

O que é o Balanço Patrimonial?

Um Balanço Patrimonial é uma forma de demonstrar a condição financeira atual de uma empresa, expondo seus lucros, dividendos e seu patrimônio líquido, tanto em termos qualitativos quanto quantitativos em determinado período. Ele é um documento contábil, gerado depois da escrituração e tratamento de toda a movimentação e informações financeiras da empresa.
Dentre as suas finalidades está contribuir para o processo de tomada de decisão.

O que compõe um Balanço Patrimonial?

O Balanço Patrimonial é dividido em 3 categorias principais:
Ativos: Na categoria ativos estão compreendidos os bens, os direitos e as demais aplicações de recursos controlados pela empresa. Além desses, estão também contidos nos ativos investimentos financeiros ou de qualquer espécie que a empresa fez e títulos públicos ou privados que a empresa tem a receber. Alguns exemplos: Caixa, Banco, Aplicações Financeiras, Duplicatas a Receber, Estoque, Seguros a Vencer, Imóveis, Veículos, Terrenos, entre outros.
Passivos: Já nos Passivos estão contidas as obrigações financeiras da empresa com o Estado, seus funcionários e com outras empresas. Exemplos: Fornecedores a Pagar, Funcionários a Pagar, Impostos a Pagar, Serviços a Prestar etc.
Patrimônio Líquido: são os recursos próprios da entidade e o seu valor é a diferença positiva ou negativa entre o valor do Passivo e do Ativo. É aqui que fica evidenciado o lucro ou prejuízo do período, as reservas de investimento futuro e o montante que cada sócio investiu na sociedade.
De forma resumida, podemos dividir o Ativo em:

  • Circulante – disponível em até um ano. Ex: caixa, cheques, estoque e aplicações financeiras de curto prazo.
  • Não Circulante ou Realizável a Longo Prazo – são os recursos a receber em prazos superiores a um ano. Também parte do Ativo Não Circulante o Ativo Imobilizado, como imóveis, veículos e máquinas.

E o Passivo em:

  • Circulante – obrigações a pagar em até um ano.
  • Não Circulante ou Exigível a Longo Prazo – obrigações a pagar com vencimento superior a um ano.

Já o Patrimônio Líquido, em:

  • Capital Social –  investimentos por parte dos sócios ou lucros que foram reinvestidos.
  • Lucros / Prejuízos Acumulados – será formado a partir do resultado financeiro da empresa.

Como calcular o Balanço Patrimonial?

A ideia é bastante simples. Basicamente fazer o balanço patrimonial nada mais é do que lançar todos valores investidos no caixa, em estoque e em estrutura para funcionamento, empréstimos, débitos com fornecedores, pagamento de funcionários e outras despesas. O resultado após todos lançamentos irá evidenciar o lucro ou prejuízo no exercício.
A fórmula para se calcular o balanço é:
Ativo – Passivo = Patrimônio Líquido
Ativo = (Passivo + Patrimônio Líquido)

Por que fazer o Balanço Patrimonial?

A principal função do Balanço Patrimonial é fornecer um quadro preciso da contabilidade e situação financeira da empresa em um certo período. O Balanço Patrimonial é considerado uma das principais declarações financeiras de uma empresa e deve ser produzido de maneira precisa e rigorosa, afim de auxiliar um controle do patrimônio eficiente.
É através dele que é possível determinar se uma empresa está sendo lucrativa ou não.
Você ainda possui dúvidas em relação ao Balanço Patrimonial? Deixe sua dúvida nos nossos comentários!

Foto do perfil do autor ou atora

Nenhum comentário

Deixe o seu Comentário

Categorias

Guia grátis do Micro Empreendedor Indivídual (MEI) Guia grátis do Micro Empreendedor Indivídual (MEI) Guia grátis do Nota Fiscal Consumidor eletrônica (NFC-e) Guia grátis do Nota Fiscal Consumidor eletrônica (NFC-e)