Saiba o que é estoque parado e como evitar

Ter mercadorias estocadas é um investimento necessário para a empresa conduzir suas operações, seja em relação à produção ou venda de produtos. Porém, é fundamental realizar uma boa gestão e controle da estocagem, pois ter um estoque parado pode gerar sérios prejuízos para qualquer negócio.

Quando isso acontece, a empresa deixa de obter retorno com o investimento feito, afetando a receita. Os itens estocados também podem ser perdidos devido à obsolescência ou expiração de validade.

Portanto, é fundamental saber quais são os riscos do estoque parado, como resolver esse problema e evitar que ele aconteça mais uma vez. Neste conteúdo, você vai descobrir quais estratégias adotar para alcançar esses objetivos. Continue lendo!

O que é um estoque parado?

O estoque parado é o acúmulo de produtos ou o excesso deles em estoque. Isso pode acontecer pelo baixo volume de vendas. As mercadorias ficam armazenadas por um período muito prolongado e não têm a saída esperada pela empresa.

Também pode ser resultado da ineficiência das estratégias de venda ou da baixa aceitação do público. Outra possibilidade é o erro em relação às compras, quando são adquiridos mais itens do que a empresa consegue vender.

Quais os riscos de manter um estoque parado?

A tendência do estoque parado é trazer prejuízos para o negócio. Veja, a seguir, alguns riscos que essa situação oferece para a empresa.

Impactos negativos na receita

Como explicamos na introdução, o estoque é um investimento, logo, a empresa espera obter retorno com ele. Porém, quando as mercadorias ficam paradas, não é possível recuperar o valor investido.

Sendo assim, o estoque parado impacta de forma negativa a receita, reduzindo a liquidez. A saúde financeira do negócio fica comprometida.

Endividamento

O risco de endividamento por conta do estoque parado pode acontecer por dois motivos. O primeiro é quando o empreendedor conta com o lucro das vendas das mercadorias para honrar as dívidas com os fornecedores.

Já o segundo é decorrente da queda da receita. Se a empresa não tem um bom faturamento, ela também não vai conseguir cobrir os custos operacionais. Por isso, pode solicitar créditos e empréstimos para manter as portas abertas.

Maior custo de manutenção

O estoque tem um custo de manutenção, e se ele estiver parado, essa conta pode vir alta. Em especial quando é necessário investir em condições específicas de armazenamento, como a refrigeração.

Além disso, as mercadorias sem saída ocupam o lugar daquelas que podem ser vendidas. Assim, será necessário dispor de um espaço maior para conseguir armazenar os novos estoques adquiridos e ainda manter o antigo parado.

Perda de produtos

A perda de produtos é um risco significativo. Algumas mercadorias têm prazo de validade e não podem ser comercializadas depois que ele vence. Sendo assim, são itens que precisam ser descartados, resultando em dinheiro perdido.

Também existem mercadorias sazonais e aquelas que podem cair em obsolescência. Há, ainda, a questão das tendências de mercado. Alguns itens, se não forem vendidos no momento certo, podem não ter procura em outro momento, gerando um grande prejuízo.

Como resolver o estoque parado?

Apesar de todo o problema que o estoque obsoleto pode trazer, é possível resolver isso com a aplicação de algumas estratégias e ações. Veja nossas sugestões a seguir.

Organize ofertas e promoções

A redução do preço das mercadorias paradas é uma das primeiras alternativas para tentar movimentar o estoque. Planeje ofertas e promoções atrativas para o público, mas sempre calculando muito bem a precificação para que o seu negócio não saia prejudicado.

Monte kits de produtos

Crie alguns kits com produtos que se complementam, associando os itens que têm mais saída àqueles que estão parados. O segredo para fazer com que esses kits sejam bem-aceitos pelo público é oferecer uma redução do valor das mercadorias para que, no final, o cliente saia ganhando ao comprar todas elas juntas.

Aplique up selling e cross selling

As técnicas de venda up selling e cross selling também são uma boa alternativa para movimentar o estoque parado.

O up selling é a técnica em que se oferece para o cliente um produto superior àquele que ele escolheu inicialmente, por uma alteração no valor da compra. É como acontece, por exemplo, quando temos a opção de acrescentar dois ou três reais para que a porção de batata venha com queijo.

No cross selling oferecemos para o cliente produtos relacionados com a mercadoria que ele pretende comprar. Você pode sempre sugerir aquilo que está parado no estoque.

Negocie com os fornecedores

Tente negociar com os fornecedores para devolver ou trocar os produtos que não foram vendidos. Dessa forma, você tem a chance de não perder o valor que investiu e ainda consegue renovar o estoque.

Como evitar o estoque parado?

Agora que você já descobriu como resolver o problema, confira algumas dicas para que o estoque não fique parado de novo.

Realize um bom controle de estoque

Adotar um bom sistema de controle de estoque é fundamental para que você saiba exatamente quais produtos estão estocados e há quanto tempo. Para isso, pode utilizar também o aplicativo da ferramenta.

Entenda as preferências do público

É fundamental fazer o controle de vendas para que você possa conhecer as preferências do público. Quais são os produtos mais vendidos? O que o consumidor está procurando agora?

Também veja o que ele não costuma comprar. Assim, você poderá investir nos itens com maior chance de venda, evitando aqueles que não tenham tanta saída.

Observe os movimentos do mercado

Tenha muito atenção àquilo que está acontecendo no mercado. Isso é fundamental para identificar as tendências e novidades que estão substituindo produtos anteriores.

Mas tenha cuidado para não se iludir em relação ao volume de vendas. Faça investimentos modestos, pois as tendências passam e você pode ficar com o estoque parado.

Adote o tipo de estoque ideal

Sabia que existem diferentes tipos de estoque? Você pode evitar as mercadorias paradas escolhendo aquele que se encaixa melhor ao sistema de trabalho do seu negócio. Veja as alternativas:

  • estoque compartilhado: divide o mesmo espaço de armazém com outras empresas, para reduzir os custos de armazenamento;
  • estoque descentralizado: uma boa opção para e-commerce com abrangência ampla, pois conta com diversos armazéns em diferentes localidades estratégicas para otimizar a logística;
  • estoque consignado: é abastecido pelo fornecedor conforme demandas, por exemplo, e o que não é vendido pode ser devolvido;
  • estoque terceirizado: a responsabilidade é transferida para o próprio fornecedor, que cuida do fluxo da logística enquanto a empresa se preocupa apenas em vender.

Invista em um sistema de gestão

Monitore o desempenho de vendas do seu próprio negócio para saber qual é o potencial de negociação que ele tem. Em vez de utilizar uma planilha para controle de estoque, que limitaria seu trabalho, invista em um sistema de gestão.

Com um sistema de gestão para controle de estoque, sua empresa reduz retrabalhos e gera relatórios sobre a situação atual do estoque. Você também pode fazer seu gerenciamento financeiro, cadastrar produtos por categoria e emitir notas fiscais pela plataforma.

É fundamental não invistir em um estoque muito grande ou pequeno, que poderá trazer prejuízos no futuro. Invista na quantidade certa daquilo que realmente vende e automatize processos de compra e venda.

Desorganização, erros de controle e de gestão podem fazer com que qualquer empresa fique com o estoque parado. Mas você viu que é possível resolver essa situação e prevenir que aconteça de novo. Então, adote boas estratégias para fazer investimentos inteligentes e garantir uma boa movimentação das mercadorias.

Gostou das informações? Então aproveite para aprender como fazer um controle de estoque eficiente utilizando uma ferramenta completa de gestão. Acesse o site e conheça o sistema TagPlus!

Sistema online

TagPlus é o sistema ideal
para a gestão da sua loja!

Controle seu estoque, financeiro, clientes,
notas fiscais, venda online e muito mais.

Imagem ilustrativa monitor com o Sistema Tagplus
Foto do perfil do autor ou autora

Escrito por

Graduada em Comunicação, com habilitação em Relações Públicas e especialização em Marketing Digital.

Nenhum comentário

Deixe o seu Comentário

Categorias