Fluxo de caixa descontado: o que é e quando usar?

Ser dono de empresa requer conhecimento básico sobre diversas áreas, principalmente no começo da vida útil. O setor financeiro exige uma atenção maior, principalmente no que tange métodos para equilíbrio de caixa e projeções futuras, como é o caso do FCD (Fluxo de Caixa Descontado).

Saiba o que é o FCD, suas vantagens e desvantagens, como ele funciona na prática e mais!

O que é o Fluxo de Caixa Descontado?

Importante fator na tomada de decisão, o Fluxo de Caixa Descontado, conhecido pela sigla FCD, é uma metodologia que permite determinar o valor da empresa, do patrimônio ou do projeto, baseado no conceito de valor do dinheiro no tempo. Ou seja, quanto o dinheiro vale ao ser aplicado e quanto ele valerá no futuro.

Em outras palavras, o Fluxo de Caixa Descontado permite — por meio da taxa de desconto (composta por custos do capital e riscos do empreendimento) — ter uma projeção das riquezas futuras do negócio. Esse método é utilizado nos processos de compra e venda de ações, cotas de empresas e nos processos de aquisição e fusão empresarial. 

Fluxo de Caixa comum se difere do FDC no que tange os valores considerados no cálculo e sua finalidade. O fluxo de caixa utiliza apenas movimentações relativas às operações da empresa. Sendo assim, a conta é feita a partir das receitas e despesas dentro de um período estimado. Essa metodologia é a melhor forma de acompanhar as transações financeiras do dia a dia da empresa, além de tornar possível o acompanhamento da circulação desse dinheiro.

Para que serve o Fluxo de Caixa de Descontado?

O método do fluxo de caixa descontado é fortemente utilizado em processos de compra e venda de ações, cotas de empresas e em processos de aquisição e fusão empresarial. Entenda, em dois pontos práticos, quando deve ser feito o FCD.

1. Quando há o desejo de atrair novos investidores para expandir o negócio.

2. Quando os investidores querem confirmar o potencial crescimento da empresa no futuro e querem saber quanto deverá ser aplicado.

Quais são as vantagens e as desvantagens do Fluxo de Caixa Descontado? 

Confira, a seguir, as vantagens e desvantagens de fazer o Fluxo de Caixa Descontado!

Vantagens

  • Considerado um método confiável e de cálculo comprovadamente eficaz, o FCD embasa a tomada de decisão dos gestores da empresa;
  • a própria fórmula do cálculo é considerada uma vantagem, já que é relativamente descomplicada;
  • oportuniza a análise de diferentes empresas e verifica a melhor para investir, baseado nas projeções futuras;
  • diferentemente de outros métodos, como vimos no tópico das diferenças de fluxos, o FCD é baseado em expectativas futuras e não no histórico passado da empresa;
  • os resultados sofrem menor interferência de fatores externos voláteis. 

Desvantagem

  • Por se tratar unicamente de projeções futuras, o método poderá apresentar falhas.

Como é o Fluxo de Caixa Descontado na prática?

Na prática, o FCD conta com quatro elementos básicos para sua gestão. Veja a seguir:

1. Estimativa de fluxo de caixa: o que entra e o que sai do caixa da sua empresa em um determinado período. 

2. Taxa de desconto: custos do capital e riscos do empreendimento.

3. Valor residual da empresa: o valor residual de um bem diz respeito ao valor estimado do ativo ao final de sua vida útil. Ou seja, o período de duração do ativo em uma empresa;

4. Cálculo do valor da empresa: a aplicação dos valores na fórmula para obter a projeção de valor futuro do patrimônio. 

Como calcular o Fluxo de Caixa Descontado?

Agora que você já sabe o que é o Fluxo de Caixa Descontado e suas vantagens, vamos te ensinar a fazer esse cálculo.

O exemplo abaixo poderá ser calculado com auxílio eletrônico ou com uso simples de papel e caneta. Existem outros cálculos mais complexos e precisos, mas é necessário o uso de softwares.

Etapa 1

Vamos considerar que a empresa tenha essa projeção de faturamento para os próximos três anos:

Ano 1 – R$ 50 mil;
Ano 2 – R$ 70 mil;
Ano 3 – R$ 80 mil.

Etapa 2

Como falado anteriormente, é preciso considerar a taxa de desconto, que envolve os custos do capital e os riscos do empreendimento. Isso é feito para aproximar os valores projetados ao presente, já que o investidor dará seu lance agora e não no futuro. Para isso, vamos descontar a taxa anual de juros (12%) em cada um dos três anos:

Ano 1 – 50/(1,12) = R$ 44 mil
Ano 2 – 70/(1,12)^2= R$ 56 mil
Ano 3 – 80/(1,12)^3 = R$ 57 mil

Os resultados indicam o faturamento dos próximos três anos, aproximando do valor que seria nos dias de hoje.

Etapa 3

Agora, é só somar os três resultados, e teremos o valor projetado da empresa:

FCD = 44 + 56 + 57
FCD = R$ 157 mil

O resultado de R$ 157 mil indica o valor aproximado da sua empresa em três anos, sendo assim, já pode ser utilizado para atrair novos investidores para seu negócio.

O mais importante de obter a projeção do valor da sua empresa no mercado, é saber se os lances dos investidores estão altos ou baixos, além de tornar possível o desenvolvimento de propostas compatíveis com a realidade, para que invistam em seu negócio.

Sabemos que fazer esses cálculos manualmente pode ser uma tarefa difícil, por isso, contar com um software de gestão é uma ótima alternativa, visto que são ferramentas que automatizam e integram ações, dados e geram relatórios que ajudam o empreendedor a tomar as melhores decisões para seu negócio.

O sistema TagPlus veio para modernizar e automatizar a sua empresa. Conte com a integração de dados em uma única plataforma. Ele é fácil de ser utilizado e muito intuitivo, além de ser totalmente online, o que permite que seja acessado de qualquer lugar, a qualquer hora.

Ficou interessado? Teste nosso sistema por 15 dias gratuitos e conheça todas as funcionalidades disponíveis.

O TagPlus é o sistema de gestão online que sua empresa precisa!

O TagPlus é um sistema de gestão on-line que já ajudou mais de 60 mil empresas, de diferentes tipos de negócio, a serem mais eficientes e organizadas.

Testar Grátis
Sistema Online de Gestão Comercial, com NF-e, NFS-e, Controle Financeiro, Acompanhamento de NF-e, Sistema emissão Nota Fiscal Eletrônica.
Foto do perfil do autor ou atora

Escrito por

Publicitária e Ecóloga. Amante da escrita e da leitura em todas as suas formas. Na TagPlus é Analista de Marketing Junior.

  • Ano 1 – 50/(1,12) = R$ 44 mil
    Ano 2 – 70/(1,12)^2= R$ 56 mil
    Ano 3 – 80/(1,12)^3 = R$ 57 mil
    Como faz esse calculo? na Hp 12c

    • Ei, Vânia!
      O primeiro cálculo a ser feito é o de elevação.
      Sendo assim, temos no 1º passo:
      Ano 2 – (1,12)x²= 1,25 (leve em consideração apenas o dois primeiro decimais).
      2º passo: 70/1,25 = 56
      Ano 3 – (1,12)x³= 1,40 -> 70/1,40 = 57
      Seguindo o mesmo raciocínio, você faz o cálculo de projeção para os anos desejados.
      Espero ter ajudado!

Deixe o seu Comentário

Categorias