Como otimizar o controle financeiro MEI?

Veja como otimizar o controle financeiro MEI com apenas 8 dicas!

O setor financeiro é vital para a sobrevivência de qualquer negócio, inclusive para as micro e pequenas empresas, que precisam de atenção redobrada para administrar — da melhor forma possível — fatores como a competição de mercado, verba reduzida e busca constante por lucro e equilíbrio financeiro.

É muito comum que pequenos empresários não invistam tempo o suficiente para organizar as finanças e criar um planejamento estratégico, o que pode ser catastrófico para a saúde da empresa no curto e no longo prazo.

Para se ter uma ideia, a ausência de gerenciamento financeiro é a grande responsável pelo encerramento de empresas nos primeiros quatro anos de vida, segundo o Sebrae. Ainda de acordo com a pesquisa, 48% não fazem previsão de gastos para os meses seguintes e 39% não registram todas as receitas para efetuar o controle das entradas de recursos.

Para que isso não aconteça com a sua empresa, vamos explicar a importância de realizar o controle financeiro MEI, além de entregar dicas indispensáveis para a saúde da sua empresa.

Importância de realizar o controle financeiro MEI

Na estrutura do MEI, não é obrigatória a contratação de um contador. Isso quer dizer que se você não tiver o acompanhamento com esse profissional para seu negócio, você terá que fazê-lo. Manter o controle financeiro organizado e em dia é a melhor forma de propiciar a lucratividade e o crescimento saudável da empresa.

Equivocadamente, muitos Microempreendedores Individuais acabam sendo relapsos em relação às suas finanças e as fazem de maneira superficial, sem qualquer ordem e estrutura. Mas lembre-se: para que seu negócio tenha sucesso e não cause dores de cabeça, é preciso ter tudo sobre controle, como pagamentos, fluxo de caixa, capital de giro etc.

Desse modo, independentemente do momento em que seu negócio se encontre, o controle das movimentações é o que vai trazer segurança e serenidade ao seu dia a dia.

Veja abaixo algumas dicas essenciais para o sucesso financeiro da sua empresa.

8 dicas importantes para o controle financeiro do MEI

Agora que já vimos o quanto é importante que suas finanças sejam organizadas e planejadas, veja algumas dicas de como mantê-las em dia, de acordo com os seus objetivos de negócio.

1. Faça um planejamento financeiro

É extremamente necessário dedicar tempo para fazer um planejamento financeiro adequado para sua empresa MEI. Tenha consciência de todos os seus custos fixos e variáveis, além de quanto entra e sai do caixa da empresa, para que seja possível dimensionar o capital de giro necessário para o início do negócio, e assim, correr menos risco de ter que recorrer ao banco por um empréstimo, por exemplo.

Um outro ponto interessante é fazer com que esse planejamento financeiro seja como um guia para a tomada de decisões futuras, como a previsão de faturamento, expectativa de gastos fixos e ferramentas que podem auxiliar o gerenciamento da sua empresa.

2. Separe as finanças pessoais das finanças empresariais

Fator essencial para o crescimento saudável da sua empresa é sempre separar as finanças pessoais das empresariais. Caso sua empresa ainda misture as contas, saiba que você pode causar graves problemas para seu negócio e ter consequências desastrosas.

Imagina não saber qual o seu verdadeiro lucro ou qual o próximo passo a ser tomado? Tenho certeza que não é o que você deseja para sua empresa, certo? Por isso, as palavras-chave são: organização e planejamento.

Outro fator que também é importante da separação de finanças é o que diz respeito à declaração do Imposto de Renda, já que a organização prévia torna muito mais fácil a identificação dos rendimentos.

3. Registre todo o seu movimento de caixa

Para acompanhar a situação financeira da sua empresa, é fundamental que faça o lançamento de todas as movimentações. Quanto aos recebimentos:

  • vendas à vista;
  • a prazo;
  • recebimento de duplicatas;
  • rendimentos de aplicações.

Quanto aos pagamentos:

  • compras à vista;
  • à prazo;
  • pagamento de despesas fixas e variáveis

A ausência desses dados impossibilita o conhecimento real da situação financeira e impede seu controle. Por isso, não deixe de fazê-lo!

4. Faça a previsão do seu fluxo de caixa

A previsão de fluxo de caixa é a melhor estratégia para a tomada de decisões de uma empresa, pois além de melhorar as condições de negociação, evita graves riscos financeiros.

Contar com um sistema de gestão (ERP) pode ser a melhor forma de obter auxílio no controle do fluxo de caixa, e ainda, ter acesso à comparação desses dados por meio de gráficos e relatórios mensais.

5. Mantenha seu capital de giro

O caixa da empresa deve conter dinheiro para pagar todas as contas, e o que sobrar precisa virar capital de giro para manter a competitividade do negócio, ter condições de oferecer bons prazos para seus clientes e cobrir eventuais despesas extras tão comuns às empresas.

6. Tenha seus pagamentos em dia

Primeiramente, o ideal é não permitir o atraso no pagamento de suas contas, pois caso contrário, sua empresa ficará sujeita a multas e juros, o que, consequentemente, impactará diretamente no seu fluxo de caixa. Seguindo esse raciocínio, se sua empresa mantiver os pagamentos em dia, terá um fluxo de caixa saudável e acarretará maior facilidade no gerenciamento de movimentações de saída.

Além disso, como MEI, você é obrigado a declarar o valor do faturamento bruto do ano anterior por meio da Declaração Anual do Simples Nacional para o Microempreendedor Individual. Para preenchê-la, é obrigatório conhecer a fundo os números do seu negócio. Aqui, temos mais um exemplo da importância de manter seu financeiro estruturado.

7. Gerencie o estoque

Estoque é dinheiro, e se você tem produtos parados, provavelmente, está tendo despesas com isso. Portanto, tenha um bom controle do seu estoque. Conheça profundamente o seu público — como consomem seus produtos, com que frequência, quais produtos têm maior ou menor saída — e fique atento aos prazos dos fornecedores.

8. Invista em um software de gestão

A utilização de ferramentas de gerenciamento auxilia em basicamente tudo que um micro e pequeno empreendedor precisa para o bom funcionamento de sua empresa, como:

  • controle de estoque;
  • vendas com a emissão de notas fiscais;
  • controle financeiro com a entrega de relatórios para análises e futuras tomadas de decisão;
  • cadastramento de produtos;
  • possibilidade de montar kits e combos promocionais etc.

O ideal é que o sistema de gestão se torne um parceiro em atividades do dia a dia da empresa, auxiliando na percepção do próprio negócio. Por isso é tão importante, pois integra processos comerciais e operacionais, gerando informações financeiras necessárias para o crescimento saudável do seu negócio.

Para saber mais sobre assuntos voltados para micro e pequenas empresas, siga a TagPlus nas redes sociais e fique por dentro! Estamos no Instagram, Facebook e LinkedIn!

O TagPlus é o sistema de gestão online que sua empresa precisa!

O TagPlus é um sistema de gestão on-line que já ajudou mais de 60 mil empresas, de diferentes tipos de negócio, a serem mais eficientes e organizadas.

Testar Grátis
Sistema Online de Gestão Comercial, com NF-e, NFS-e, Controle Financeiro, Acompanhamento de NF-e, Sistema emissão Nota Fiscal Eletrônica.
Foto do perfil do autor ou atora

Escrito por

Publicitária e Ecóloga. Amante da escrita e da leitura em todas as suas formas. Na TagPlus é Analista de Marketing Junior.

Nenhum comentário

Deixe o seu Comentário

Categorias