O que é payback e como calcular?

Entenda o que é payback e como calcular

O investimento em novos projetos deve ser estudado e avaliado profundamente. É indispensável entender seu fluxo de caixa e fazer todo o acompanhamento necessário para garantir a total saúde financeira da empresa — e esse é o principal fator para executar o cálculo do payback.

Afinal, ele é um importante indicador financeiro para o empreendedor que deseja saber em quanto tempo recuperará a sua aplicação inicial em um novo projeto, por exemplo. E uma das grandes questões, ao considerar um novo investimento, é se ele trará lucro e quando isso ocorrerá.

Por isso, este conteúdo é para você que deseja expandir ou investir em novas ideias para seu negócio. Entenda, a seguir, o que é payback, os tipos existentes, suas vantagens e desvantagens e aprenda a calculá-lo!

O que é payback?

Payback, na tradução literal, significa retorno. Na prática, payback é um indicador de retorno de um investimento. Ou seja, é o período de tempo que a empresa levará para devolver, aos seus cofres, o dinheiro aplicado no novo projeto ou investimento — de forma que o ganho acumulado seja igual ao valor do investimento.

O método do payback pode ser aplicado tanto para novos empreendedores quanto para gestores que desejam lançar-se em um novo projeto ou ideia e necessitam saber o tempo de retorno desse investimento.

Para que o resultado do payback seja o mais próximo da realidade, é essencial que o empreendedor conheça profundamente seu fluxo de caixa. A organização do fluxo de caixa é a base para o bom funcionamento de qualquer empresa, principalmente quando se trata de um cenário de investimento.

Existem dois tipos de payback:

  • simples: que é pela quantidade de anos ou meses que o dinheiro investido vai demorar para voltar ao caixa;
  • descontado: parecido com o simples, porém utiliza uma taxa de desconto e oferece resultados mais precisos, por considerar o valor do dinheiro no tempo.

Veja mais detalhadamente como funcionam os dois tipos e como calculá-los.

Payback simples

O payback simples é um indicador financeiro que aponta o tempo que será necessário para recuperar o valor de um investimento. Ele é muito utilizado por empreendedores e gestores que desejam orientar-se sobre a atratividade e viabilidade econômica de projetos e o potencial retorno de aplicações.

Em outras palavras, o payback simples serve para que gestores, empreendedores e investidores avaliem se realmente vale a pena investir no projeto ou ideia.

A maior vantagem do payback simples é o fato de ser simples e raṕido, além de medir o grau de risco do investimento. Em contrapartida, ele não leva em consideração o valor do dinheiro no tempo, os fluxos de caixa após a recuperação e o custo de capital da empresa.

O tempo do payback simples se dá quando as receitas finalmente se igualam ou superam as despesas, e o investimento está pago.

Como calcular o payback simples

O cálculo do payback simples utiliza a seguinte fórmula:

  • Payback simples = investimento inicial / ganhos no período*

*Ganhos no período: saldo médio do fluxo de caixa no período.

Por exemplo, uma montadora de carros está interessada em comprar um novo equipamento no valor de RS 135 mil. De acordo com dados do fluxo de caixa, esse equipamento vai gerar cerca de R$ 5 mil mensais em receita, com a chegada de novos serviços, já descontando os valores de manutenção e depreciação.

A fórmula ficaria assim:

  • Payback simples = R$ 135.000 / R$ 5.000
  • Payback simples = 27 meses

Avaliando, a montadora de carros deve levar, em média, 27 meses, ou 1 ano e 3 meses, para recuperar a aplicação inicial e, finalmente, começar a lucrar com o novo equipamento. O resultado deverá indicar o grau de atratividade do investimento. É importante lembrar que quanto maior for o tempo de recuperação do investimento inicial, maior será o risco.

Payback descontado

O payback descontado é um indicador mais complexo, que avalia o valor do dinheiro no tempo. Ou seja, leva em consideração que o dinheiro investido, em um ano, não tem o mesmo valor em alguns anos e, portanto, é possível que o investimento leve mais tempo para se pagar, ponderando ajustes monetários, desvalorizações da moeda etc.

Vale ressaltar que o payback descontado também é calculado a partir do fluxo de caixa, do resultado entre as receitas e as despesas.

Como calcular o payback descontado

Para calcular o payback descontado, é preciso identificar os fluxos de caixa do projeto — o investimento inicial e os fluxos operacionais de caixa. Em seguida, obter a taxa de desconto a ser aplicada nos fluxos para que possam ser descontados. Essa taxa pode ser encontrada dentro da própria empresa, por meio do cálculo do custo médio ponderado de capital. Para ver como calcular o payback descontado, veja este vídeo.

Relação entre payback e fluxo de caixa

O payback está diretamente relacionado ao fluxo de caixa. Isso porque a fórmula do payback utiliza informações contidas no fluxo de caixa da empresa, e se não houver o controle do que entra e do que sai (receitas e despesas) do seu caixa, o cálculo ficará comprometido.

Em outras palavras, para calcular o tempo necessário de retorno do investimento, é preciso saber quanto vai ser gerado mensalmente em receita no seu negócio. Dessa forma, o cálculo só vai funcionar se for feita uma projeção precisa do fluxo de caixa nos próximos meses. Essa projeção é responsável por garantir total segurança sobre quando aplicar o seu dinheiro em relação à captação em determinado período.

Quais são as vantagens e desvantagens?

Qualquer indicador de desempenho apresenta suas vantagens e desvantagens. Aqui, vamos mostrar as do payback para sua empresa.

Vantagens

  • utiliza um cálculo simples e fácil de aplicar;
  • mostra o grau de liquidez e risco do investimento;
  • serve para aumentar a segurança financeira da empresa (em épocas de instabilidade econômica);
  • serve para verificar a viabilidade do negócio;
  • indicado à avaliação de projetos em contexto de risco elevado;
  • indicado à avaliação de projetos com vida útil limitada;
  • muito útil para a tomada de decisão sobre novos projetos.

Desvantagens

  • não é indicado para projetos de longa duração, pois não considera os fluxos de caixa produzidos após o ano de recuperação;
  • o payback valoriza de modo diferente os fluxos recebidos em períodos diversos (antes ou depois do payback, sendo indiferente o período em que recebe dentro de cada um desses intervalos).

O payback avalia a viabilidade de projetos e investimentos e deve ser considerado por gestores e empreendedores no momento de decisão. Invista e planeje com segurança, entenda seu fluxo de caixa, organize-o, reserve dinheiro para necessidades imediatas.

Para entender melhor como manter a saúde financeira do seu negócio, é fundamental fazer o acompanhamento do fluxo de caixa. Clique aqui e saiba o que é e como calcular o fluxo de caixa operacional.

O TagPlus é o sistema de gestão online que sua empresa precisa!

O TagPlus é um sistema de gestão on-line que já ajudou mais de 60 mil empresas, de diferentes tipos de negócio, a serem mais eficientes e organizadas.

Testar Grátis
Sistema Online de Gestão Comercial, com NF-e, NFS-e, Controle Financeiro, Acompanhamento de NF-e, Sistema emissão Nota Fiscal Eletrônica.
Foto do perfil do autor ou atora

Escrito por

Publicitária e Ecóloga. Amante da escrita e da leitura em todas as suas formas. Na TagPlus é Analista de Marketing Junior.

Nenhum comentário

Deixe o seu Comentário

Categorias