Simples Nacional como regime tributário para Indústrias

nf-e

postado por: , em 04/10/2015

Você sabia que pode escolher o Simples Nacional como o Regime de tributação da sua indústria? Que tal conferir como funciona?

Simples Nacional e a Indústria

O Simples Nacional é a melhor escolha para a sua indústria? Para saber a resposta dessa pergunta é necessário estudar o caso específico do modelo de negócio da sua indústria com um contador de confiança, já que no setor industrial o ramo de atividades pode variar tanto, que o regime pode valer muito a pena para algumas indústrias e nem tanto para outras.

Por exemplo, o regime do Simples é vantajoso para empresas com margens de lucros médias ou altas, custos operacionais baixos, folha salarial médias ou altas, produtos acabados não beneficiados por incentivos do ICMS, produtos não submetidos a substituição tributária, o cliente como consumidor final.

Entendendo o Simples Nacional

O Simples Nacional é um regime de impostos criado em 2006 com o objetivo de simplificar o pagamento de tributos por microempresas e pequenas empresas.

O simples nacional reúne todos os tributos da empresa em uma única guia denominada Documento de Arrecadação do Simples Nacional (DAS), com a carga tributária reduzida, e as alíquotas variam de acordo com a atividade exercida, sendo que as iniciais tem uma variação entre 4,5% até 16,93% sobre o valor bruto faturado.

Esse um regime compartilhado de arrecadação, cobrança e fiscalização de tributos que traz duas grandes vantagens que muitos empresários desejam: as alíquotas tendem a ser mais baixas e a administração da agenda tributária é simplificada.

Alíquotas do Simples Nacional

No DAS do Simples Nacional estão inclusos diversos impostos, entre eles: ISS, CSLL, COFINS, PIS, CPP, ICMS, IRPJ e IPI. Nele, as alíquotas são calculadas de acordo com o tipo de negócio e o faturamento dos últimos meses. No caso da indústria, você deverá consultar a Partilha do Simples Nacional – Indústria, em que a alíquotas variam entre 4,5% a 12,11%, uma diferença considerável da maioria dos serviços, que é de 6% a 17,42% por exemplo.

Quem pode optar pelo Simples Nacional?

Podem optar pelo regime Simples Nacional as empresas:

  • Com atividades permitidas em um dos anexos do Simples Nacional.
  • Micro e pequenas empresas (ME) e Empresas de pequeno porte (EPP).
  • Não tenha débitos em aberto (aqueles sem negociação/parcelamento) com o Governo.
  • Faturamento anual de até R$ 3.600.000,00

E então, o que você acha de adotar o Simples Nacional como o regime tributário da sua Indústria?

Ficou alguma dúvida? Fale com a gente nos comentários! E não se esqueça, para ajudar a administrar a sua empresa ou indústria, conheça o sistema de gestão TagPlus! Experimente gratuitamente por 15 dias! Confira clicando aqui!