Nova versão da NF-e para o MS

MS nova nersão NFe

postado por: , em 29/02/2016

Muito temos tratado a respeito das mudanças de legislação e a forma com que os documentos fiscais são apurados.

Fique atento a mais uma mudança que ocorrerá a partir de abril desse ano para o estado do Mato Grosso do Sul. Acompanhe nossa postagem. Vamos lá?

Alterações das versões da NF-e

A Nota Técnica 2013/005 trata das melhorias no serviço de autorização de uso fornecido pelas SEFAZ; alterações em regras de validação, principalmente aquelas vinculadas aos novos campos ou a novos controles, melhorando a qualidade da informação prestada pelas empresas e mantida pelas SEFAZ; alterações necessárias para a migração da versão “2.00” para a versão “3.10” do “layout” da NF-e, bem como dos prazos de implantação para entrada em vigência das mudanças relacionadas nessa NT para a NF-e (Modelo 55), nos Ambiente de Homologação.

Contudo, foram muitas as dificuldades operacionais, pois não era possível viabilizar a internalização na Zona Franca de Manaus de mercadorias acobertadas por notas fiscais emitidas na versão 3.10. Dessa forma o prazo para sua entrada em vigor foi editado.

Novo sistema

Assim, em 1º de abril de 2015, NF-e transmitidas para a SEFAZ-MS, na versão 2.00, não serão mais autorizadas.

Com a desativação da versão “2.00” da NF-e em 31 de março de 2015, a partir de 1º de abril de 2015, serão autorizadas apenas NF-e emitidas na versão “3.10”.

Impactos da mudança

Caso a empresa utilize o Emissor Gratuito (disponibilizado pela SEFAZ-SP) versão 2.00, orientamos que realizem o download do Emissor Gratuito, versão 3.10, e passem a utilizá-lo o mais rápido possível.

O cliente TagPlus não tem que passar por essa dor de cabeça. O ajuste de sistema é feito de forma automática.

Passe a trabalhar com um programa de forma otimizada, que adequa o estabelecimento à legislação vigente. Conte com o TagPlus! O melhor e maior sistema de Gestão Comercial, clique aqui e teste grátis por 15 dias.


Gostou da nossa postagem? Como tem sido as alterações de legislação do seu estado? Comente abaixo.