Existem gastos para quem emite NF-e?

Screen and invoice with Invoice, Tax

postado por: , em 29/07/2014

 A implementação de um sistema fiscal voltado para as notas eletrônicas gera gastos significativos para o negócio? Continue lendo o nosso artigo e descubra!

Muito se fala sobre as vantagens proporcionadas pela Nota Fiscal Eletrônica, mas será que a emissão desse tipo de nota acarreta custos para as empresas?

A emissão da NF-e é gratuita mas há custos de gerenciamento

A Secretaria da Fazenda oferece um software totalmente gratuito para a emissão de Notas Fiscais Eletrônicas e não há nenhum limite de utilização. No entanto, esse software não ofereceferramentas de armazenamento seguro e gerenciamento eficaz das notas fiscais, o que de certo modo, compromete o sucesso da empresa que implementa a NF-e no negócio.

A boa notícia é que no mercado existem empresas que disponibilizam múltiplas tecnologias voltadas para empresas de pequeno, médio e grande porte. Essas empresas especializadas oferecem ferramentas de gestão de notas fiscais eletrônicas, implantação de apps personalizados, integração com outros sistemas da empresa, treinamento de colaboradores, armazenamento das notas eletrônicas (o que é obrigatório por pelo menos cinco anos), dentre outras funcionalidade que facilitam o gerenciamento fiscal do empreendimento. É claro que essa adaptação envolve gastos, mas o custo benefício é excelente e há pacotes com preços que certamente cabem no orçamento do negócio.

Os gastos tributários existem como em qualquer tipo de nota fiscal

Assim como acontece com a Nota Fiscal Impressa, a Nota Fiscal Eletrônica também envolve gastos com impostos. A NF-e, Nota Fiscal Eletrônica, é um documento exclusivamente digital, emitido e armazenado eletronicamente. Isso não significa que ela dispensa o cumprimento das obrigações tributárias. Vale destacar que o valor líquido da NF-e é equivalente ao valor dos serviços prestados, subtraindo-se o COFINS, PIS, IR, INSS, ISS retido e CSLL.

O custo benefício das Notas Fiscais Eletrônicas é maior do que os gastos gerados por elas

Apesar da NF-e gerar alguns gastos para o empreendedor, a implantação dessa modalidade de nota gera uma efetiva redução de custos para a empresa. Primeiramente, há uma queda significativa na aquisição de papel. Além disso, a impressora é menos utilizada, o que inevitavelmente gera muita economia em manutenção, energia elétrica e tinta.

Cumpre ressaltar que o armazenamento físico das notas fiscais impressas dificilmente preserva a integridade do documento. Por isso,  as empresas acabam gastando muito com pastas, fotocópias e mobiliário (gaveteiros e armário) para o devido arquivamento das notas fiscais impressas. Com a NF-e esse tipo de problema não existe!

Além disso, as notas impressas dependem de mais pessoas envolvidas no processo, tanto para emitir, quanto para arquivar e gerenciar as mesmas. Isso acaba inchando a folha de pagamento, além de comprometer negativamente a produtividade da empresa porque gasta-se mais tempo e comete-se mais erros quando a empresa não adota um sistema de emissão para Notas Fiscais Eletrônicas. Pense nisso!

E você, já implantou a Nota Fiscal Eletrônica na sua empresa? Como foram os impactos financeiros dessa escolha no seu negócio? Compartilhe suas opiniões conosco através dos comentários. Até a próxima e continue de olho no nosso blog!