Entendendo os modelos de NF-e

nfe modelos 21 e 22

postado por: , em 08/08/2016

Conheça as atualizações dos modelos da Nota Fiscal Eletrônica aqui! No portal da TagPlus! Hoje estudaremos à fundo alguns desses modelos fiscais, veja a seguir!

Modelos 21 e 22 NF-e

Somente as empresas dos ramos de telecomunicação e comunicação fazem uso de tais modelos, por contemplarem do convênio ICMS 115/03.

Sua emissão é bem precária se comparada aos demais documentos fiscais mais populares, como a NF-e modelo 55. Isso ocorre pela dificuldade de integralização com os softwares de gestão.

Processo de emissão

Sua emissão é realizada de forma única; isso quer dizer que os modelos 21 e 22 não possuem DANFE ou outro documento que exija impressões.

Também não possuem XML: todos os arquivos envolvidos no processo de transmissão são no formato texto indicado no layout disponibilizado pela SEFAZ.

Dessa forma, para emitir tais arquivos, o contribuinte deve optar por gerar um arquivo de texto e transmiti-lo via certificação digital por meio de um programa de transmissão eletrônica, ou TED, que é o mesmo utilizado para a transmissão dos arquivos do Sintegra.

Poderá ainda gerar e gravar os arquivos em mídias (como o CD ou DVD) e enviar tais dados pelos correios para a SEFAZ de sua região.

Validação

A validação da transmissão é feita pelo Código de Autenticação Digital, o CAD, em três dias úteis, com base nos valores da nota, o MD5. O contribuinte deverá sempre verificar essa etapa com cuidado pois, no caso de recusa da integridade dos arquivos enviados, o contribuinte deverá enviá-los novamente no prazo de até cinco dias.



Gostou da nossa postagem? Quer saber mais? Acompanhe nosso blog! Não deixe de tirar suas dúvidas a seguir!

E confie sempre no TagPlus, o maior e melhor sistema para emissão de documentos fiscais! Clique aqui e teste grátis por 15 dias.